Giras de Umbanda ou Sessões de Umbanda

As giras ocorrem seguindo programação previamente estabelecida pela Dirigente da Casa, normalmente obedecendo à frequência de 15 em 15 dias, aos sábados, com início às 18h.

Cada sessão observará uma linha de trabalho. Assim, a Casa têm giras da linha dos Pretos-velhos, das Crianças, dos Caboclos e Boiadeiros, Malandros, Marinheiros, Léguas e de Exu e Pombo Gira aos sábados (15/15 dias) e da Linha do Oriente (sessão de cura) às quartas-feiras, com início às 20h30. Consulte a programação da Casa e acompanhe o calendário das sessões.

Nas giras ocorrem a incorporação dos espíritos que se manifestam em seus médiuns, segundo a linha de trabalho daquela sessão. É possível e isso ocorre com certa frequência, que uma entidade de uma linha inicie um trabalho e encaminhe para a continuação por espírito de outra linha, conforme a necessidade identificada no momento da consulta.

Recomenda-se anotar as orientações transmitidas pelo espírito incorporado. Em nosso Centro não se deve solicitar trabalhos destinados a amarrações ou adivinhações. Consideram-se pertinentes os pedidos de auxílio e orientação espiritual.

Ao comparecer a uma gira de Umbanda busque conhecer o que está se passando e se integre preferencialmente em oração. Se souber os cânticos acompanhe, isso contribuirá para o fortalecimento da corrente e a atuação do plano espiritual. Aguarde ser chamado para a consulta e procure algum integrante da Casa para qualquer necessidade.

As sessões seguem um ritual próprio da Umbanda e também obedecem às orientações da Guia da Casa (Vovó Joaquina). O ideal é que os visitantes participem da abertura dos trabalhos e se ausentem após o fechamento da gira.

É importante esclarecer alguns momentos das giras: a louvação a Exu, a defumação e o ritual de bater cabeça, todos praticados em nossa Casa.

 

Primeiro - a defumação:

O ritual da defumação se destina a preparar o ambiente para os trabalhos, limpando o local e as pessoas dos maus fluídos, principalmente os médiuns e demais integrantes da corrente. É procedimento fundamental, bastante antigo e utilizado por diversos povos e religiões. Para a defumação se utilizam vegetais e ervas específicas. Conheça um pouco mais sobre o tema no item "defumação" da nossa página.

 

Segundo - a Louvação a Exu:

Trata-se de procedimento preparatório e de respeito para com esses espíritos, que atuam na esfera mais aproximada de proteção do Centro. Normalmente o primeiro Exu a ser louvado é o Exu Tranca Rua e sua falange. A Casa louva ainda o Exu Tatá Caveira, que também é dono da Casa e faz reverências às Pombo-giras por meio da Dona Maria Mulambo, rainha da Casa.

 

Terceiro - o ritual de bater cabeça:

Esse ritual significa demonstração de respeito, obediência, humildade e fé nos guias espirituais de cada um de nós, como também em relação às Entidades e Orixás da Casa, que atuam como orientadores e protetores dos integrantes do nosso Centro.

Contato

Fraternidade Socorrista Mãe Iemanjá e Vovó Joaquina SMPW QD 5 Conjunto 6 Chácara 8 - Park Way / Brasília - DF

Ponto de referência: próximo à Águas Claras
Whatsapp (61) 98475-8580 contato@casavovojoaquina.com.br